MUSIVUS

VIRGÍLIO MELO/

BEATRIZ MORAIS

A música de hoje na primeira e na segunda pessoa

mūsīvus, a, um, adj. musa, de ou da pertença das musas, artístico
—Como subst.: mūsīvum, i, n., = μουσεῖον, trabalho em mosaico, mosaico


O Projecto MUSIVUS organiza, em contexto informal, uma conversa aberta ao público entre um compositor e um  intérprete. O segundo ciclo deste projecto conta, uma vez mais, com quatro sessões, a decorrer no Auditório Maestro Frederico de Freitas, na Sociedade Portuguesa de Autores, na Av. Duque de Loulé, 31, em Lisboa, com periodicidade bimensal.

 

O tema das sessões  foca-se numa obra de  um compositor convidado que é discutida e  interpretada por um intérprete convidado. Este projecto tem como objectivo nuclear a oferta de um diálogo perspéctico entre criação e interpretação de música contemporânea de vanguarda. No final da sessão de diálogo, o instrumentista apresenta a obra que foi discutida durante a sessão.
Enquanto actividade promovida pela Associação Portuguesa de Compositores (APC), o projecto MUSIVUS propõe-se divulgar a música contemporânea de vanguarda, quer na sua vertente composicional, quer interpretativa, com particular enfoque na criação nacional. Nesta medida, o projecto oferece a um público geral a possibilidade de contactar com a realidade íntima quer do processo de criação de música de vanguarda, quer da multiplicidade de processos performativos implicados na interpretação de obras recém criadas.
A segunda sessão do Ciclo II a acontecer no próximo dia 12 de Fevereiro, conta com as presenças do Compositor Virgílio Melo, que estará à conversa com a violinista Beatriz Morais, em torno da obra “Sefer”, para violino e electrónica.
 

SOBRE A APC

ASSOCIADOS

ACTIVIDADE

HOME

AGENDA

CONTACTOS

© Associação Portuguesa de Compositores 1992